Arquivo da categoria: Buenos Aires

Buenos Aires, Luján, Argentina

Aqui começo uma série de posts que deveria ter começado há muito tempo. Por sorte, tenho um diário de bordo que vai me fazer perder menos detalhes sobre minha primeira viagem internacional. Um mochilão de 35 dias pela América do Sul na companhia de uma mala de rodinhas tamanho G. A mala foi só o primeiro erro, mas no final eu acabei conseguindo trazer várias coisas que não teria conseguido com uma mochila. Por outro lado, ter uma mala enorme de rodinhas dificulta um pouco as coisas, especialmente quando você está num lugar muito acima do nível do mar ou sem elevadores.

Mochilar sempre foi um sonho meu. E aconteceu por acaso. Eu ia passar 4 dias em Buenos Aires pro ano novo e acabei saindo do meu antigo emprego um mês antes. Fui com as minhas amigas da faculdade e por acaso coincidiu dos meus amigos de infância estarem por lá também. Por que não continuar a viagem com eles? E lá fui eu, contrariando as expectativas da minha família que nunca achou que eu seria capaz de ficar tanto tempo longe de casa, sem ninguém pra cozinhar ou passar minhas roupas. Deu tudo certo. Senti falta de casa, de comer feijão e voltei com algumas roupas furadas. De qualquer forma, foi a melhor experiência da minha vida.

Hospedagem

Em Buenos Aires fiquei em 3 hostels diferentes.

America del Sur Hostel em San Telmo. Um lugar incrível, limpinho, organizado, com um bom café da manhã e quartos pequenos. A diária era um pouco mais cara do que a média, mas valia bastante a pena.

Tango City no Palermo. Um hostel mais simples, com quartos de até 9 lugares e camas de 3 andares. Nesse hostel tive problemas porque não podia abrir o ziper da minha mala de madrugada. Um italiano morava lá e tinha sono leve. De qualquer forma, ficava numa parte bastante gostosa da cidade e valia a pena.

Hostel Suites Florida. Outro lugar incrível. Esse é mais central. Fica na rua onde tudo acontece em BsAs. Tem quartos ótimos, café da manhã maravilhoso com frutas e iogurte e até uma boate no subsolo. Costuma ser um dos mais procurados.

Alimentação

Freddo da Recoleta
Freddo da Recoleta

Você não vai sair de Buenos Aires sem comer as papas fritas, o bife de chorizo ou uma milanesa.

Sobre os doces, você provavelmente vai ouvir falar do Freddo, a sorveteria tradicional de Buenos Aires. Eu ainda prefiro o Grido, mas quando estive lá, não tinha em Buenos Aires.

Transporte

O transporte de Buenos Aires funciona muito bem. Sem muita dificuldade você chega de metrô em qualquer lugar. Vale a pena guardar as moedinhas se você quiser andar de ônibus. Vai facilitar muito no seu embarque.

Nas horas de aperto, pegar uma taxi também não é ruim. Os taxis da cidade são muito baratos e compensam muitas vezes. Só fique atento com o dinheiro. Muitas notas na Argentina são falsificadas e você pode acabar pegando uma de troco num taxi. Para evitar isso, tenha sempre o dinheiro trocado.

Atrações

Metrô Once

É a primeira linha de metrô de BsAs (linha H). Ainda mantida com os vagões de madeira, passear por essa linha é quase uma viagem num trem do terror. É um passeio bastante clássico por lá.

Vagão do metrô Once
Vagão do metrô Once
Metrô BsAs
Metrô BsAs

Recoleta e Palermo

Você vai amar passear por aquelas ruas calmas. É um ótimo lugar pra estar. Lá você pode visitar o Shopping do Design, o cemitério da Recoleta (onde a Evita Peron está enterrada) ou até mesmo esticar pra visitar a Flora Generalis, o MNBA e o MALBA.

Cemitério da Recoleta
Cemitério da Recoleta
Buenos Aires Design
Buenos Aires Design
Faculdade de direito e ciências sociais com a Flora Generalis ao fundo
Faculdade de direito e ciências sociais com a Flora Generalis ao fundo

A Flora Generalis fecha em determinadas horas do dia. Não tive a sorte de ver.

Galerias Pacífico

Interior da Galerías Pacífico
Interior da Galerías Pacífico

É um shopping caro onde ficam todas as marcas famosas. Sempre está cheio, mas é ilusão aquela história que comprar na Argentina é barato. Na época que estive lá já não era tão barato assim. Agora deve estar bem mais caro.

Puerto Madero

Esse lugar é realmente bem legal. Além de ter vários restaurantes gostosos, ainda é o lugar de onde você consegue pegar o SeaCat ou o Buquebus, que levam direto pra Colonia del Sacramento, Mar del Plata e alguns outros lugares.

Em Puerto Madero também fica o Madero Tango, um lugar incrível para apreciar um show de tango e um jantar romântico.

Foi lá que passei minha virada do ano de 2010 para 2011. Algumas pessoas reservam jantares nos restaurantes de lá. Eu preferi passar o ano novo na rua mesmo com os meus amigos. Foi incrível. O melhor ano novo da minha vida.

Também em Puerto Madero fica o cassino de Buenos Aires. Vale a pena uma visita mesmo que você não vá gastar nada lá.

Casa Rosada

Casa Rosada
Casa Rosada

É a sede da presidência da República Argentina. Não há quem não tire uma foto na frente. Aos domingos você pode visitar a parte interna da casa. É super bonito e recomendo.

Interior da Casa Rosada
Interior da Casa Rosada
Interior da Casa Rosada
Interior da Casa Rosada

El Ateneo

El Ateneo
El Ateneo

Aberta no passado como teatro, o El Ateneo é a mais famosa livraria da cidade de Buenos Aires. Vale a pena conferir a diversidade de livros e o lugar.

La Boca / Caminito

179648_1870978059341_6284575_n

O bairro porteño colorido e característico de Buenos Aires ganhou essas cores quando um estaleiro funcionava no local. As tintas que sobravam eram utilizadas para pintar as casas. Desde então todas as casas da região são muito coloridas. Visite em um domingo e aproveite para fazer uma refeição ouvindo tango.

Lá perto também fica o La Bombonera, o estádio do Boca Juniors. Não cheguei a visitar o interior do estádio porque no último dia de viagem já não tinha mais dinheiro. Com certeza vale a pena pagar poucos pesos para a visitação do museu e do estádio.

Tome cuidado! O bairro é super turístico e nem tanto seguro. Não vale a pena ir de metrô. Pegue um taxi do metrô até lá e evite andar pelas ruas. Se tiver que andar, tenha cuidado com os seus pertences. Aos domingos muitas pessoas andam por lá e fica um pouco mais seguro.

Zoo Luján

Ali pertinho de Buenos Aires fica o Zoo Lujan,  a maior reserva de felinos da América do Sul. 1 horinha de distância e você consegue chegar lá.

É um zoológico polêmico. Muitos dizem que os animais selvagens são dopados para conviverem com os humanos e eu particularmente não vou entrar nesse mérito. Amei o zoo e vi os animais serem alimentados várias vezes enquanto estive lá. Eles não pareceram estar sofrendo maus tratos de forma alguma.

Para chegar lá você pode pegar a linha 57 (Lujan-Palermo, ônibus vermelho). O ponto final fica na Av. Sarmiento (a estação de metrô Plaza Italia, da Linha D). Avise pro motorista quando entrar que você vai ficar no Zoo de Luján. O valor da passagem é AR$ 15. Muito mais em conta do que os passeios fechado.

167800_1824428175623_1083438_n

166450_1824438335877_3796856_n

168234_1824444696036_5314196_n

163166_1835614535275_6593641_n

163918_1824441295951_5014502_n

208787_2010608430013_944910_n

Confira mais fotos! 

Ao meu amigo querido Aly, que pra sempre vai estar na minha memória, nos meus passos e no meu coração.

Aos amigos que antigos que aprendi a conviver e aos novos que o destino tratou de trazer.

“It only seems impossible until it’s done” – MANDELA, Nelson.

Anúncios