Arquivo da categoria: Big Sur

Highway 1 e Big Sur – California, EUA

Você provavelmente chegou nesse post porque é meu amigo ou porque estava procurando no Google sobre as lindas estradas da Califórnia, sobre a Highway 1 ou sobre o Big Sur. E você está certo. Esse foi meu motivo pra querer ir pra lá (depois da Golden Gate) e nada se compara com o que eu vi.

Ao todo foram 12h de estrada contando com a parada em Santa Barbara para conhecer o píer. Acredito que sem ter parado por lá essa travessia teria durado 10h aproximadamente e acho que nunca ouvi ninguém falar que demorou mais tempo do que isso para descer a Pacific Coast Highway (Highway 1, para os íntimos) de San Francisco até Los Angeles.

E aqui fica minha primeira dica: prepare sua bolsinha térmica com aqueles gelos das máquinas dentro de ziplocs que eu falei antes. Você vai demorar muito mais se parar para comer. Dessa forma você economiza e se mantém alimentado.

Fato é que nos perdemos (apesar de só ter um caminho) e paramos em vários pontos. É impossível parar em todos. Leva um tempo enorme e o frio acabou deixando a gente com preguiça. Ventava o suficiente pra porta do carro abrir inteira quando eu saía pra tirar uma foto e deixava ela encostadinha. O dia estava lindo e escondia a ventania e o frio que estava do lado de fora. Nem consigo imaginar como seria essa viagem no inverno.

Dependendo da época do ano os dias podem estar bastante fechados e muito feios. Como é uma viagem super visual, vale a pena investir num dia bom. No nosso caso foi assim. Nós passaríamos por Monterey rapidamente e seguiríamos viagem para Los Angeles pela hwy 1. Não fizemos isso porque chovia muito no dia e ia destruir nosso passeio. Preferimos dormir cedo e acordar bem cedinho para pegar a estrada no dia seguinte. E o que ganhamos com isso foi o dia incrível que vocês vão ver nas fotos aí embaixo.

Não sou do tipo que adora trilhas, mas elas não faltam por lá. Também não faltam campings. Se você quiser, pesquise com antecedência porque ficam bastante lotados já que não tem muita hospedagem por lá.

Jamais. Jamais mesmo tenha preguiça de parar para tirar foto. Confesso que em alguns momentos rolou uma pregs, mas mesmo assim eu ia pro frio colocar aquele sorrisão pra fora e tirar uma foto pra registrar o momento. Vale a pena. E muito.

Big Sur

Para saber mais sobre os parques estaduais, clique aqui.

Valor da entrada (entry fee): USD 10

Estacionamento: li por aí que custa USD 5, mas ninguém me cobrou nada por isso.

Big Sur
Big Sur by Manoel Netto

É a parte mais linda de toda a Highway 1. Vale a pena passar com calma por lá pra não perder os lugares. Vários ficam escondidos por ruas estreitas e muitas árvores, como Pffeifer Beach por exemplo.

Pffeifer Beach
Pffeifer Beach by Manoel Netto

Perdi um dos lugares que eu queria ver. Era o Julia Pfeiffer Burns State Park com a cachoeira maravilhosa Mcway Creek que todo mundo vê nas fotos e já é um cartão postal da região. Já tinham passado muitas horas de viagem e acabei não voltando e deixando esse lugar como pretexto pra voltar outra vez pra lá. A dica mais importante é que se você entrar lá ou em algum outro parque estadual o valor é fixo. USD 10 e você pode entrar em qualquer um dos quatro parques estaduais no caminho sem pagar nada.

Parei então em Pffeifer Beach pra ver de perto aquela areia branquinha toda. A entrada é SUPER estreita e escondida e fica fácil passar direto sem ver. Pegue a Sycamore Canyon Road à direita se você tiver vindo do norte. Mesmo vendo no Google Maps fica fácil passar direto. Apenas atente para a placa amarela com os dizeres “Narrow Road” e entre. Não é permitido entrar com RVs ou trailers e você logo vai descobrir o porquê disso quando entrar. Ela é realmente muito estreita e em algumas partes você só consegue passar se o outro que estiver vindo te der passagem. Pra ajudar um pouquinho coloquei o Google Maps com a imagem da placa que você precisa procurar.

Chegando lá você pega uma pequena trilha que vai te levar até a praia. Essa praia não é para banho. Algumas pessoas já foram puxadas pela correnteza e acabaram morrendo nela. A visita já vale a pena só pra ver a areia roxinha cheia de magnésio e as ondas que batem e passam por entre as rochas.

Pffeifer Beach
Pffeifer Beach by Thais Tupper

Muitas das praias que você vai ver pela estrada não têm acesso e vai restar mesmo a vontade de descer. Não tem jeito. De qualquer forma, fique atento e se tiver tempo aproveite as entradas.

Pontes históricas

Pelo caminho você vai ver várias e vai se sentir dentro de um filme. Não é à toa que chamam aquele pedaço de scenic drive. Rocky Creek Bridge e Bixby Bridge estão entre as mais fotografadas. E não é que a foto fica mesmo linda? Vale a pena aquela paradinha.

Bixbi Bridge by Manoel Netto
Bixby Bridge by Manoel Netto
Bixby Bridge by Thais Tupper
Bixby Bridge by Thais Tupper
Rocky Creek Bridge by Thais Tupper
Rocky Creek Bridge by Thais Tupper

 

Elefantes marinhos

Descendo mais um pouco, mais perto de Santa Barbara, se você ficar atento vai ver que tem uma reserva da marinha com uma plaquinha sinalizando a presença de elefantes marinhos (elephant seal). Vale a pena estacionar o carro na estrada e entrar. Tem um campo verde cheio de flores coloridas e muito elefantes marinhos que ficam bem pertinho descansando na areia e fazendo um barulhão.

Elephant Seal by Manoel Netto
Elephant Seal by Manoel Netto

 

San Luis Obispo / Hearst Castle

Para mais informações, clique aqui

Valor da entrada: a partir de USD 25 por tour.

No caminho, muito muito longe  do começo da descida fica San Luis Obispo, um lugar onde estão muitas vinícolas da California e o Hearst Castle. Tem muitos tipos de passeios diferentes no castelo, mas nem próximo da estrada fica e eu não quis perder tempo nem gastar mais dinheiro pra ir lá. Talvez numa próxima viagem eu vá. Ouvi dizer que vale muito a pena, mas achei um pouco caro apesar da beleza da arquitetura que valia muito a pena.

Tudo que sei é que o Hearst Castle foi construído para um magnata e posteriormente doado para o estado da Califórnia. Hoje ele é um dos parques históricos estaduais da região cuja propriedade, sua coleção de artes e antiguidades está aberta ao público. Hearst Castle foi a inspiração para “Xanadu”, mansão do filme Cidadão Kane de Orson Welles.

São mais de 10 tipos de tours diferentes que partem de USD 25 oferecidos também para PNE.

Se você chegou até aqui é porque quer saber mais dois detalhes.  Vamos lá.

– E a estrada? Como é?

Não se preocupe com a velocidade, a estrada super sinuosa não vai deixar você chegar até as 30 milhas permitidas por lá. Vá com calma e aproveite a viagem.

– E para abastecer o carro? É fácil?

Tanto quanto em Yosemite, são poucos os postos de gasolina. E a lei da oferta e da demanda que manda por lá. O preço da gasolina é bem mais alto já que são poucos os postos. As distâncias entre um e outro são bem grandes. Logo não vale a pena ficar na reserva. Não me recordo quantos tanques gastamos, mas vale a pena começar esse dia com o tanque cheio.

Anúncios

17-Mile Drive e Monterey – California, EUA

Depois de um pernoite em San Francisco na volta de Yosemite partimos para o momento da viagem mais aguardado: começar a descer a costa oeste do Estados Unidos. E com certeza isso ia precisar de energia e disposição.

No primeiro dia passamos pela 17-Mile Drive e fomos para Monterey visitar o aquário e dormir cedo para pegar a estrada no dia seguinte.

17-Mile Drive

Valor da entrada: USD 9

Mapa aqui

A 17-Mile Drive não é exatamente uma rua que desce a costa como muitos pensam. Para conseguir acesso, entre em Pebble Beach pela Highway 1. Lá dentro você vai dar uma volta pelo condomínio / SPA / golf club e ver mansões incríveis e pessoas jogando golf perto do mar todos os dias da semana.

Ficar hospedado no lodge de lá tem um preço bastante salgado e provavelmente você não vai querer, mas vale a pena dar uma passada. Não demos muita sorte porque o dia estava feio, mas valeu a pena a visita.

Se você for de lá para Monterey, pegue a saída Pacific Grove. De lá para a Cannery Row e o Aquário é super pertinho. Talvez a menor distância da viagem inteira.rs

DCIM101GOPRO
Restless Sea @ Pebble Beach
Restless Sea @ Pebble Beach
Restless Sea @ Pebble Beach
Restless Sea @ Pebble Beach
Restless Sea @ Pebble Beach
Monterey Bay Aquarium

Valor da entrada: USD 39,95 (mais taxas)

Ficamos por pouco tempo em Monterey. Apenas um dia. E só deu para conhecer a Cannery Row e o aquário de Monterey.

Fique atento ao parquímetro. Você só vai poder ficar estacionado por 2h e sim, é pouco tempo. Eu fiquei 4h dentro do aquário. Achei tão incrível que teria passado muito mais tempo por lá. Quando tiver perto das 2h de estacionamento, basta carimbar a mão com uma tinta invisível e sair. Quando você voltar vai poder entrar tranquilamente.

Perca tempo. Muito tempo. Olhe todas as águas vivas porque elas são realmente lindas e fotogênicas. E muitas. Fiz até um videozinho e postei aqui. É tão difícil fotografar essas moças rapidinhas que tive que tirar foto com o celular.

Além disso, você pode ver os animais sendo alimentados e a Kelp Forest (um dos aquários mais altos do mundo) pela visão de um mergulhador que fica lá de dentro conversando com as pessoas do lado de fora enquanto mostra tubarões e cardumes. Você também pode ir até o aviário, onde os pássaros ficam quietinhos por lá. É, essa é a parte chata. Eles não ficam quietinho porque querem, óbvio. Cortando as asas pássaro nenhum voa.

Kelp Forest @ Monterey Bay Aquarium
Kelp Forest @ Monterey Bay Aquarium
Bat Ray Touch Pool @ Monterey Bay Aquarium - que de touch não tem nada.
Bat Ray Touch Pool @ Monterey Bay Aquarium – que de touch não tem nada.
Ovos de tubarão / Mermaid Purse @ Monterey Bay Aquarium
Ovos de tubarão / Mermaid Purse @ Monterey Bay Aquarium
DSC_0505
Jellies @ Monterey Bay Aquarium
DSC_0506
Jellies @ Monterey Bay Aquarium
Jelly @ Monterey Bay Aquarium
Jelly @ Monterey Bay Aquarium

Jelly Love @ Monterey Bay Aquarium - nada que a GoPro não resolva.

Jelly Love @ Monterey Bay Aquarium – nada que a GoPro não resolva.

Sim, é um cardume. @ Monterey Bay Aquarium
Sim, é um cardume. @ Monterey Bay Aquarium
Cannery Row

Esse é aquele lugar que você pergunta “mas por que você gostou?” e a pessoa não sabe responder. Tá aí…eu também não sei. É um lugar de gente fofa, prestativa. Uma rua com lojinhas lindas e muita bugiganga, muito vento e muito frio. Caminhar por lá é legal para comprar coisas, ficar observando a baia de Monterey ou passando na frente dos restaurantes e sentir aquele cheirinho de comida e chocolate quente maravilhosos.

Eu amei. Amei de verdade Monterey. E foi aí que eu concluí que preciso voltar pra lá mais uma vez e que Monterey jamais sairia do meu roteiro apesar de tão pequena. Não deu tempo de conhecer tudo.

Cannery Row @ Monterey
Cannery Row @ Monterey
DSC_0593
Monterey Bay @ Monterey
Hospedagem em Monterey

Rodeway Inn Hotel é uma ótima opção. Dessa vez o que eu fiz foi escolher o hotel mais barato da lista. Pra minha surpresa tinha café da manhã, microondas, geladeira, cama honesta, aquecedor. Tudo direitinho como manda o figurino, além de recepcionistas super simpáticos.  No caminho até o final da viagem têm muitos dessa mesma rede.