As dicas mais valiosas sobre Nova York

New York… New York… uma cidade glamourosa e ideal para o viajante brasileiro que pretende desbravar os Estados Unidos. ERRADO! A capital financeira do mundo tem muitas qualidades que são apontadas em diversos lugares, porém, aqui vamos bater um papo sobre o que não se deve fazer na ilha mais populosa do mundo. Vamos nessa?

Empire State Building

NÃO USE CARRO

É um erro alugar carro, principalmente na ilha, por motivos diversos – trânsito péssimo, fluxo confuso, estacionamento caro e escasso e falta de postos de gasolinas na cidade. A utilização de carros, táxis e ônibus na cidade é completamente estressante, custoso e dispensável.

Esquina da Broadway com a W 40th St.

A melhor alternativa, sem sombra de dúvidas é a utilização do metrô. São mais de 30 linhas (1-7 e A-Z) que conectam de forma paradora e expressa e, diferente do que já havia lido em relatos, achei o sistema bem intuitivo e de fácil utilização. 

NÃO USE O METRÔ SEM SE INFORMAR

A história do metrô de Nova Iorque é um pouco confusa. Até a década de 50 existiam dois sistemas diferentes e independentes e quando foram unificados pela atual MTA foram gerados alguns problemas com as estações e plataformas.

Estação de metrô do One World Trade Center

 

É possível ir do Bronx até o Brooklyn, Queens e o JFK utilizando o sistema. Basta ter atenção nas placas de sinalização das estações. O que salvou em alguns momentos foi a utilização do Moovit, um aplicativo que indica as estações, linhas e plataformas que devem ser utilizadas para ir em direção Downtown ou Uptown. Se quiser conhecer mais aplicativos que ajudam na sua viagem, clique aqui.

É comum que várias linhas parem na mesma plataforma, portanto, NÃO entre no primeiro trem que parar ali sem antes identificar qual linha pertence, informação que é encontrada na frente do trem. 

Estação da Columbus Circle na 59th St.

A compra do Metrocard é a melhor opção pois é um cartão recarregável e é 25 cents mais barato do que o bilhete unitário, que custa USD 3. A recarga pode ser feita nos totens das estações e é uma ótima medida para dispensar aquelas moedinhas chatas. 

NÃO DEIXE DE ASSISTIR UM MUSICAL NA BROADWAY

Pra mim, um jovem amante de arte, foi a melhor parte da viagem. Os musicais são caros – dois ingressos saíram por volta de USD 300-400 – mas foram as 3 horas mais mágicas da minha vida. O espetáculo que assisti foi o “Mean Girls”, uma releitura do filme estrelado por Lindsay Lohan em 2004.

Palco do August Wilson Theater

A produção é incrível com tudo ao vivo, orquestra e atores afinadíssimos e coreografias muito elaboradas. Mesmo que espectador não dominem o idioma inglês, o espetáculo visual impressiona. A dica é fugir um pouco dos musicais mais convencionais pois, além de serem mais caros, há outros muito melhores. “Pretty Woman” e “Wicked” estão no meu radar para a próxima visita. 

NÃO FAÇA O TOUR DO CIRCLE LINE

O pacote da Sightseeing Cruises conta com um roteiro que passa por três pontos turísticos ao redor de Manhattan, porém, apesar de ser caro, não conta com o desembarque em nenhum deles. 

Somente uma empresa, a Statue Cruises, é autorizada a atracar seus catamarãs na Liberty Island, onde fica a famosa Estátua da Liberdade. O passeio custa USD 18 com tempo ilimitado e conta com uma parada em Ellis Island, uma ilha fundada por imigrantes.

Vista do catamarã chegando na Liberty Island

A dica é pegar o metrô da Linha 1 e descer na última estação – South Ferry – no sentido Downtown e caminhar até o Battery Park, 5 minutinhos dali. É essencial chegar cedo pois as filas podem ficar grandes, por isso, não é má ideia tomar café da manhã no próprio parque. 

NÃO ANDE DESATENTO

NY é uma cidade grande e, consequentemente, tem problemas de cidade grande. Você vai reparar muita desorganização e muita sujeira, porém, algo que não se nota comumente é a – falta de – segurança. É isso mesmo, não é só por que se está nos EUA que fica tranquilo esbanjar artigos de luxo e utilizar celular enquanto caminha. Apesar de haver policiamento ostensivo, furtos são muito comuns até mesmo em lugares icônicos como a 5th Av. ou o Central Park, portanto, atenção!

Vista do 102º andar do One World Trade Center

Outra coisa para se atentar na ilha é com o fluxo de pedestres. Os Nova Iorquinos não são conhecidos por sua gentileza nem hospitalidade e sim por estarem sempre com pressa e andando rápido (há um estudo sobre a velocidade média de caminhada dos cidadãos e é algo em torno de 7km/h), portanto, evite andar devagar ou parar nas calçadas. Se fizer isso, certamente será ou xingado ou empurrado pelo meio-fio.

NÃO FAÇA COMPRAS EM MANHATTAN

Quase todo brasileiro de primeira viagem na ilha vai direto para a luxuosa 5th Av. fazer compras em loja de grife: Um erro! Além dos preços iguais ou superiores ao Brasil, uma taxa de 10% no valor final é somada. A melhor alternativa é recorrer aos Outlets localizados em New Jersey ou, se preferir ficar em Manhattan, lojas como a T.J.Maxx são opções mais viáveis.

5th Av. na altura do Rockfeller Center

New York é a cidade que nunca dorme – apesar de muitas coisas fecharem às 21h – e sempre lotada. Cria-se uma expectativa de ser algo bem parecido com Orlando ou Miami, o que de longe não é verdade. Não é um lugar ideal para crianças ou mesmo pessoas muito idosas devido às longas caminhadas e a falta de atrativos para esse público. Também não é um local com lindos jardins e uma limpeza e organização exemplar e muito menos educação. A população de rua é gigantesca e está presente até nos pontos turísticos. 

Chegando ao fim da minha primeira collab para o blog.

Ainda assim, NY tem seu glamour e vale a pena cada centavo – e serão muitos – dessa visita ao centro financeiro mundial. E aí, alguém já passou alguma situação muito ruim ou muito boa que quer compartilhar? Deixe seu comentário! 

5 comentários Adicione o seu

  1. Amei! Se um dia eu sair do Brasil e der uma passadinha por lá, vou me lembrar dessas dicas.

    1. Thais Tupper disse:

      Nem fala! Doida pra passar o Natal em NY com a neve caindo e andando de trenó.

      1. A gente já podia ter ido, ué.

      2. Thais Tupper disse:

        Podia nada. Nunca fui pq lá é caro demais pra tudo. Nível absurdo.

  2. Marcos Brando disse:

    Valeu a dica. Bastante esclarecedor. Realmente Nova York é tudo isso. Vale muito a pena cada centavo gasto.

Deixe uma resposta para Marcos Brando Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.