Complexo do Prata – Veadeiros: um paraíso ainda pouco desbravado em Cavalcante

Como falei no meu último post sobre a Chapada dos Veadeiros, mais especificamente sobre a famosa e linda Cachoeira Santa Bárbara (clique aqui para ver), se você está programando conhecer a Chapada dos Veadeiros, vá… mas tente ir direto para Cavalcante e ficar 2 ou, se possível, 3 dias lá.

Mas, antes de ir, não deixe de se informar e seguir as dicas que podem ser interessantes para que você aproveite ao máximo esse paraíso. E eu tô aqui para te ajudar nessa missão!

Uma atração que não deveria ficar de fora do roteiro para quem vai a Veadeiros é o magnífico Complexo do Prata. Para conhecer esse paraíso ainda pouco desbravado – não sei por qual motivo – você gasta um dia inteiro brincando ou até mesmo dois. Então, nada de programar dose dupla nesse dia. Ele merece toda a atenção e você com certeza não vai se arrepender.

Mas onde fica? Como é o acesso? Qual a distância? O que tem lá? Vale realmente a pena com tantas outras atrações mais famosas por Veadeiros? Continue lendo e tire suas próprias conclusões, porque eu amei e sou mais do que suspeita para falar.

Assim como fizemos para ir à Santa Bárbara, contratamos um guia credenciado, que é obrigatório e pode ser contratado no CAT (Centro de Atendimento ao Cliente) de Cavalcante ou na Comunidade Kalunga do Engenho II, localizada no caminho para o Complexo. Os guias ajudam muito, pois conhecem todo o trajeto de carro (onde há pouquíssimas sinalizações) e também na trilha.  

Custo do guia: R$100,00 (nós pagamos esse valor, mas geralmente cobram R$150,00)

Bilhete de entrada ao Complexo: R$20,00 por pessoa

Contato do guia: Raílson (62)99824-4599 – indicado pela Pousada Recanto da Mata, onde nos hospedamos.

DICA: Esse bilhete pode ser adquirido antecipadamente no próprio CAT, porém, nosso guia orientou que deixássemos para adquiri-lo na entrada e acabou que nem precisamos pagar nada, pois quando chegamos não havia ninguém para cobrar. Economizamos 40 reais assim.

COMO CHEGAR?

Entrada para o Complexo do Prata

O trajeto de carro é de 65km sacolejantes pela estrada de terra Cavalcante-Minaçu. O caminho é quase o mesmo que o da Santa Bárbara, mas em um certo momento, ao invés de irmos em direção a ela, seguimos pela esquerda na bifurcação.      
Devido ao destino ser menos famoso que a Santa Bárbara, o caminho é bem mais tranquilo, a estrada é mais lisa, bem menos esburacada. Ou seja, pode ser acessada sem nenhum problema por carros comuns.

Começo da Trilha de 2km

O QUE VAMOS ENCONTRAR LÁ?

O Complexo do Prata conta com 7 cachoeiras ao todo, num percurso de um pouco menos de 7km de ida. A dica de todo guia é caminhar até as duas últimas cachoeiras – a Rainha e a Rei do Prata – e de lá voltar e parar para conhecer as 5 demais cachoeiras.

Optamos por conhecer apenas as 5 primeiras, que exigem apenas 2km de caminhada, pois estávamos em dois e queríamos poder ficar mais tempo curtindo as cachoeiras. Mas da próxima vez, certamente farei todo o percurso para conhecer as outras duas, porque eu amo cachoeiras com grandes piscinas naturais para mergulho. Contudo, adianto: cada uma das paradas tem seu encanto e cada cachoeira, suas peculiaridades.

Nossa primeira parada foi na Cachoeira Prata 5, uma das minhas preferidas do percurso pela vista esplêndida para a imensa montanha que a cerca. O visual é incrivelmente encantador! Ela é maravilhosa para banho. Possui vários pontos de hidromassagem natural (é só escolher o melhor ou o mais acessível. Tenha cautela.) e poços com bordas infinitas. Cachoeira de água clara, calma e muito gostosa.

De lá, fomos para a Cachoeira Prata 3 (essa é só para foto, não permite acesso) e que dá acesso a Cachoeira Prata 4, que infelizmente não foi possível acessar no dia devido à água estar muito alta, por conta da época de chuvas.

Seguimos a trilha e, após uns 500 metros de caminhada, chegamos ao Vale de Marte, o qual eu queria muito conhecer e tinha muitas expectativas. O lugar é muito excêntrico e possui esse nome porque a formação das pedras fazem lembrar Marte, pois são grandes buracos formados pela erosão da chuva. Dá pra mergulhar nos poços que se formam por lá… eu não resisti e pedi para darmos uma parada para eu relaxar um pouco naquelas banheiras naturais! O visual do local, com o clima de cerrado, as formações e a cor avermelhada delas, fica bem legal nas fotos.

Vale de Marte
Vale de Marte e suas banheiras naturais

Saindo de lá, fomos para a penúltima parada, a Cachoeira Prata 2, também conhecida como 3 Marias. Lindíssima!! Fiquei encantada!! Também é possível mergulhar, mas sempre com muita cautela, pois há muitas pedras.

Cachoeira Prata 2 ou 3 Marias
Cachoeira Prata 2
Cachoeira Prata 2 ou 3 Marias: beleza exuberante

Finalizamos o roteiro com a Cachoeira Prata 1, mais conhecida como Pratinha, com 4 lindas quedas e ótima para banho, fotos e para relaxar ao final do passeio (ela fica ao lado do estacionamento. Saindo dela, já estarão no carro praticamente!). Mas cuidado nos mergulhos e banho! Apesar de acessível, de não ser funda, ela é bastante escorregadia.

Pratinha: última parada

A deslumbrante Pratinha

A trilha percorrida é toda a céu aberto, mas com visual muito bonito, sem muitas elevações, sem muitos obstáculos. Sem dúvidas um passeio incrível, que você deveria considerar no seu roteiro para a Chapada.

Fazer o percurso todo deve ser incrível, pois a Rei e Rainha do Prata parecem sensacionais. Porém, caso opte, como nós, ficar apenas nas 5 primeiras cachoeiras, tenha certeza de que valerá a pena e não há nenhuma chance de se arrepender. Certamente, as minhas melhores fotos foram as que tirei por lá!

Quem segue até o fim, passa por mirantes que rendem altas fotos também, o Mirante do Urubu, de onde se vê a Rainha do Prata, com 20 metros de queda d’água.

LOCALIZANDO:

O Complexo do Prata fica na Fazenda Ouro Fino, a 65km da Cidade de Cavalcante (que fica 322 km de Brasília e a 85 km de Alto Paraíso).

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.